AGU quer que Vale seja obrigada a pagar testes de qualidade da água na região de Brumadinho

Em ação apresentada na Justiça, órgão quer que empresa responsável pela barragem que se rompeu contrate laboratório especializado. No pedido, AGU quer análise da água de 18 cidades.

Por G1 — Brasília

11/02/2019 17h52 

Atualizado há 2 horas

Indígena da etnia Pataxó Hã-hã-hãe observa as água lamacentas do rio Paraopeba em São Joaquim de Bicas, perto de Brumadinho (MG) — Foto: Funai/Divulgação via Reuters
Indígena da etnia Pataxó Hã-hã-hãe observa as água lamacentas do rio Paraopeba em São Joaquim de Bicas, perto de Brumadinho (MG) — Foto: Funai/Divulgação via Reuters


A Advocacia-Geral da União (AGU) apresentou à Justiça uma ação para obrigar a mineradora Vale a contratar um laboratório especializado para realizar uma análise da qualidade da água disponível em 18 cidades afetadas pelo rompimento da barragem I do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG).

A análise do pedido será feita pela Justiça Federal de Belo Horizonte.

Na ação, a AGU pede que as amostras sejam colhidas por agentes do Sistema Único de Saúde (SUS) e seja, disponibilizadas à União. Também solicita que a Justiça imponha multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento da medida e de R$ 1 milhão caso tente influenciar os resultados dos exames.

“Caso não sejam imediatamente realizados os exames e o monitoramento da qualidade da água para consumo humano, há o grave risco de ingestão de água contaminada pela população, além da impossibilidade da produção da prova, dificultando sobremaneira a possibilidade de efetiva reparação integral do meio ambiente impactado”, argumenta a AGU no pedido.

De acordo com o órgão, caso a Justiça determine a realização dos testes custeadas pela Vale, as amostras deverão ser retiradas de poços artesianos e em outros pontos de acesso á água pela população.

Segundo a AGU, o Ministério da Saúde será o responsável pela definição dos pontos de coleta de amostras. O órgão afirma que a análise deverá ser feita em cidades como Brumadino, Mário Campos, São Joaquim de Bicas, Igarapé, Betim, Paraopeba, Curvelo e Felixlância, todas próximas do Rio Paraopeba.

Fonte: G1

https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2019/02/11/agu-quer-que-vale-seja-obrigada-a-pagar-testes-de-qualidade-da-agua-na-regiao-de-brumadinho.ghtml


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »