Engenheiros de empresa que atestou estabilidade de barragem da Vale ficam calados em CPI

Makoto Namba foi o primeiro a ser ouvido pela CPI da ALMG nesta quinta-feira. Ele optou por não responder as perguntas dos deputados e foi seguido por André Yassuda, que manteve a mesma postura


Guilherme Paranaiba

postado em 02/05/2019 09:59 / atualizado em 02/05/2019 11:46


A agenda da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho prevê nesta manhã de quinta-feira o depoimento dos engenheiros Makoto Namba e André Yassuda, da consultoria alemã Tüv Süd Brasil, responsável pela declaração de estabilidade do reservatório que se rompeu. Primeiro a ser ouvido pela comissão, Makoto optou por permanecer em silêncio durante as perguntas dos deputados. André começou a ser ouvido por volta de 11h30 e manteve a mesma postura.Continua depois da publicidade

SAIBA MAIS

Antes do início da sessão, o presidente da CPI, deputado Gustavo Vadalares, leu uma decisão judicial que permite os dois convidados, que são investigados pela Polícia Civil e chegaram a ser presos pelo rompimento, a se manterem em silêncio.

Depois disso, Valadares criticou duramente a decisão dos convidados de não se manifestarem. O deputado leu um comunicado em que ele destacou que o silêncio gera um “profundo desprezo pela drama vivivo pelas famílias” das vítimas de Brumadinho.

Mesmo assim, o deputado André Quintão, que é o relator da CPI, abriu os trabalhos fazendo as perguntas, que são sempre retornadas da mesma forma por Makoto. “Conforme orientação do meu advogado, vou permanecer em silêncio”.

Em seguida, o deputado Sargento Rodrigues também iniciou uma série de perguntas, mas elas também foram ignoradas e o investigado continuou mantendo o silêncio. 

Os questionamentos passaram ainda pelos deputados Beatriz Cerqueira, Noraldino Júnior e Bartô do Novo, antes de voltarem para André Quintão para iniciar o depoimento de André Yassuda. A reunião de hoje ainda está em andamento. Essa reportagem será atualizada ao longo da manhã.

Fonte: Estado de Minas

https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2019/05/02/interna_gerais,1050606/engenheiros-de-barragem-de-brumadinho-da-vale-ficam-calados-em-cpi.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »